terça-feira, 12 de abril de 2016

Consultora britânica revê em baixa crescimento económico de Moçambique

Segundo a Economist Intelligence Unit, o PIB do país deve crescer 4,8% e a inflação deve atingir os 13%, em 2016. Mas para os próximos anos, espera-se uma leve recuperação, diz analista daquela organização. 

Para a consultora britância Economist Intelligence Unit (EIU), o crescimento da economia Moçambicana, de apenas 4,8% este ano, taxa mais baixa dos últimos 15 anos, deve-se ao abrandamento da despesa pública e do investimento e aos impactos das condições climáticas na produção agrícola.
"Já vimos nos últimos meses que o Governo tem amarras em sua política monetária e que reduziu seus planos de expansão. Achamos que isso vai ter um efeito direto sobre o que está acontecendo com o consumo de produtos e também na forma como o Governo está expandindo e alimentando a economia," explica a analista da organização, Charlotte King.
"O segundo fator que mencionamos em nosso relatório é o clima, que vai afetar a economia de Moçambique de diversas formas. A mais óbvia delas é a produção agrícola," acrescenta.

Baixa deve continuar até 2020

Para além da revisão em baixa do crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) para 2016, a Economist também reviu em baixa a expectativa de evolução média da riqueza de Moçambique para os próximos anos, que assim desce de 6,8% ao ano - entre 2017 e 2020 - para 5,8% neste período.
A razão que levou a esta revisão de longo prazo foi o setor mineiro e o ambiente global de commodities, no qual Moçambique se encontra imerso.
"No momento, todas as minas de Moçambique se encontram não lucrativas e nesse ambiente, o investimento vai ser muito baixo. Ainda assim, pensamos que a [gigante brasileira] Vale vai aumentar a sua produçãode carvão este ano e é por isso que ainda acreditamos num PIB de 4,8% para este ano," avalia King.
Apesar de a previsão ser de que os preços das matérias-primas mantenham-se em níveis baixos em comparação aos últimos anos, as expectativas são menos pessimistas para os próximos anos.
"Estamos prevendo que os preços do carvão e do alumínio vão subir em 2017 e 2018. Assim, esperamos que a economia deve se recuperar. Nós também estamos antecipando uma normalização no sector da agricultura," considera a analista da EIU.

Inflação recorde

Outra expectativa negativa da EIU é a de que a inflação acelere para quase 13% em 2016, o que representa um recorde face aos últimos cinco anos. A previsão de inflação para este ano estaria ligada à alta dos preços dos alimentos.
"Em grande parte, devido à seca no sul de África que está tendo impacto na produção doméstica de Moçambique. A África do Sul, que é a fonte usual de importação de produtos alimentares, também terá queda na produção, o que está elevando os preços. Baseado no fato de que antecipamos a normalização futura da produção agrícola, o preço dos alimentos deve voltar a cair," diz Charlotte King.
A inflação é vista por Charlotte King como um fator de risco para a estabilidade social de Moçambique.
"Esperaríamos ver um aumento na escala e na frequência de protestos anti-Governo, porque o preço dos alimentos está subindo, o custo de vida está subindo, e, comparado aos últimos anos, o Governo está numa posição mais fraca para apoiar a economia," antecipa.
Ainda de acordo com a analista, a principal prioridade do Governo de Moçambique deve ser a preservação da sustentabilidade da dívida pública, que passou de menos de 40% em 2012 para quase 70% do PIB este ano.
"Acho que é necessário. O Governo agora ajustou sua política para mudar o foco do crescimento económico para reduzir sua dívida. Significa essencialmente emprestar menos e tentar criar um ambiente mais estável para a moeda - porque o metical desvalorizou rapidamente nos últimos 18 meses," conclui. Deutsche Welle

2 comentários:

  1. Olá, testemunho
    Estou a fazer uma descoberta que eu quero compartilhar com você. Esta é uma notícia muito boa.
    No mês passado, eu precisava tanto dinheiro que eu queria fazer um empréstimo de um banco e isso me causou muito problema.
    Mas eu descobri um perfil especial na net e ela me fez esse empréstimo de 80.000.
    Fui informado que você então se você precisa de um empréstimo ou crédito urgente entre específico, entre em contato com esta senhora nobre para obter satisfação.
    Aqui é o seu endereço de e-mail:fredericbernard@ok.de

    ResponderEliminar
  2. Se você quer um empréstimo sério contatado Sr Frédéric juntos
    Porque recebi meu empréstimo de 75000 € uma taxa de 3% no fechamento a ele antes eu não fiz porque achei que não ia receber o empréstimo, mas meu meu banqueiro contato me informando que minha conta foi abastecida e retirei dinheiro mas meu suportados apenas uma única taxa antecipadamente
    e outros amigos também já passei por isso então hesitou não o contactado porque é graças a este homem que agora tenho minha própria Boutique. Entre em contato para obter mais informações sobre o seu empréstimo : fredericbernard@ok.de

    ResponderEliminar