terça-feira, 31 de maio de 2016

Corrupção custa 500 milhões de dólares à economia moçambicana

Estudo do CIP abrange 12 anos

De 2002 a 2014, a corrupção custou por ano 500 milhões de dólares à economia de Moçambique, segundo uma pesquisa apresentada hoje pelo Centro de Integridade Pública. A instituição propõe o fortalecimento das instituições da justiça e a reestruturação do sector responsável pelas compras do Estado.
“Os custos da corrupção para economia moçambicana” é o título de uma pesquisa lançada hoje pelo Centro de Integridade Pública. A investigação conclui que Moçambique perde centenas de milhões todos os anos, devido às fragilidades das instituições do Estado. Para chegar a esta conclusão, o CIP entrevistou várias personalidades, funcionários seniores do Estado, analisou a Conta Geral, casos suspeitos e sentenças relacionadas a corrupção.
A pesquisa recomenda um conjunto de medidas ao nível do Estado, desde o fortalecimento das instituições, reestruturação do sector responsável pelas compras e foco nas áreas onde ocorrem maior parte dos casos de corrupção.
O estudo aponta ainda os efeitos negativos da corrupção na sociedade como a fraca qualidade da mão-de-obra, muitas vezes, alimentada pelos subornos nas instituições de ensino. O País

Sem comentários:

Enviar um comentário