quarta-feira, 16 de novembro de 2016

Malfeitores roubam aos mortos

Padre angolano denuncia vandalismo e roubo nos cemiterios.

Em cemitérios em Angola, roupa de corpos acabados de enterrar é roubada para venda, denuncia o padre católico Mulewu Clement.

O sacerdote cita a capital angolana, Luanda, e o Kwanza Sul como locais onde se tem registado bastante vandalização nos cemitérios.
Clement condena "a vandalização de cemitério, defecando sobre a campa e pondo lixo, como aconteceu recentemente do Sumbe Província do Kwanza Sul em Angola”.
Os ladrões tiram colchas e roupas de mortos para revenderem.
Segundo Clement, os actos de vandalismo aos cemitérios têm sido levados a cabo por pessoas jovens e adultas, que chegam ao ponto de arrancar as placas de identificação de campas.
Ele condena a venda de bebidas alcoólicas e alimentos confeccionados à porta dos cemitérios.
O padre pede também ao governo angolano para construir cemitérios nas novas urbanizações e centralidades no país.
“Os cemitérios antigos já estão cheios e não é bom enterrar em cima dos outros cadáveres”, diz Clement. VOA

Sem comentários:

Enviar um comentário