quinta-feira, 25 de janeiro de 2018

Maputo lidera lista das cidades com mais crimes no país

No ano passado, a Polícia da República de Moçambique (PRM) registou a ocorrência de 20 814 casos criminais contra 21 825 de 2016. Estes números revelam a redução de 3 por cento das ocorrências criminais. A cidade de Maputo foi a que mais registou casos criminais com 11 807. A informação foi, hoje, avançada pelo Comandante-geral da PRM, Bernardino Rafael, durante a sua visita de um dia à capital do país.
Os homicídios, as agressões físicas e os crimes contra propriedade foram as ocorrências criminais mais registadas na cidade de Maputo. “Dos 20 814 casos registados, a cidade de Maputo teve 11 807 casos criminais, reduziram em 407 o número de casos quando comparado com 2016. A polícia teve uma operactividade de 85 por cento em resposta de todos os casos que foram denunciados. Dos casos registados em todo o país, 70 por cento é atribuído à cidade de Maputo. Mas em termos de resposta policial’’, revelou Bernardino Rafael.
Ao se dirigir à corporação, o comandante-geral exortou-os a trabalharem para a redução da criminalidade na cidade capital e no país. “Entendemos nós que a cidade de Maputo concentra toda a massa pensante, incluindo também criminosos pensantes. Então é preciso nós sermos mais inteligentes para desactivar esses criminosos, nós temos que ser mais inteligentes do que eles”, exortou o comandante-geral da PRM.
Do Comando-geral da PRM na cidade de Maputo, Bernardino Rafael seguiu para o bairro da Polana Caniço, onde manteve um encontro com a população do distrito municipal KaMaxaquene. A reunião com os munícipes tinha como objectivo auferir o grau de satisfação da população no que se refere ao trabalho prestado pela PRM.
Os munícipes pediram ao comandante que aumenta-se os meios operativos dos agentes. “Os carros da Polícia não podem entrar em becos. Gostaríamos que conseguissem apoios em motorizadas para que os agentes possam perseguir os malfeitores nesses lugares de difícil acesso”, disse Nauma Maposse.
Bernardino Rafael prometeu tomar medidas com vista a melhorar as condições dos postos policiais e dos agentes da PRM. OPaís

Sem comentários:

Enviar um comentário